"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente,e não a gente a ele". M.Q

"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente,e não a gente a ele". M.Q

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Camuflado

O amante estaria ferrado se escreve tudo o que sente. Seria como um corpo nu em meio a tempestade de fogo, não teria proteção alguma. Abrir o coração em palavras é algo arriscado demais para os pobres mortais que buscam conforto no mundo das palavras.

S. Vaz

sábado, 26 de novembro de 2016

Sobre sentimentos bons

revam-se imprevisiveis, sao coisas das pequenas realizacoes, imperfeitas, mas suficientes para deixar a alma leve e feliz por um período maior que aquele normal o qual estamos habituados.

Das coisas que não sei

Ainda não tenho nada a escrever sobre ela, que reina no meu plano da incerteza. Sim, tenho um lado das coisas que quero, das coisas que não quero e das que não sei o que dizer, apenas deixo navegar sobre minha vida, esperando que o acaso se decida em algum momento, sem ter a presença da inquieta ansiedade.

S. Vaz


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Detalhes que não se apagam


No peito sinto rasga-me os delírios
De onde vem tanta necessidade de ter
O pranto se desenvolve por não ter mais o encanto
Um tom em demasia meramente pela vontade incontrolável, mas velada
Ter
Ser sua
Mas não mais querer ceder
Medo

Fragilidades noturnas  e diurnas que rondam os amantes de um só amor

S.Vaz


domingo, 18 de setembro de 2016

Não se trata de subsistir

Todas as noites tento desocupar  meu coração e ao acordar conto quanto tempo levo entre o acordar e o pensar nela.  Às vezes leva o tempo de ir ao chuveiro, outras vezes o momento que abro os olhos e respiro fundo com o sentimento de fracasso como se pudesse controlar o sentimento.  Não posso conter o amor, encerrar o que está no interior desta coisa dentro de mim, não posso tão pouco me culpabilizar, pois procuro esvair desse poder intenso que me domina.  Resta ter paciência para deixar o sopro do tempo levar tudo que ainda existe.


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Eu assim mesmo

Eu continuou sendo um poço de bobagem, não cresço nesse aspecto, é algo conjuntural a minha personalidade. Mesmo por tudo ainda consigo amar e é amar e amar. É como um jogo de xadrez jogando sozinha, é imaginação e só, algo bem poesia. A parte boa é que se priva de frustação.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Sentimentos emergentes fazem ate a gente mentir, dizer que não sente mais falta. São sentimentos a curto prazo, não devem ser levados tao a serio.  É mais seguro enxergar la na frente, quando o calor se esvai e as coisas ficam mornas.



sexta-feira, 17 de junho de 2016

koru

O silêncio do beco soprou um sussurro para mim dizendo que o caminho cíclico se foi, que a noite chegou, que o novo mês me abraçou e os dias serão de luz, o próprio escuro trás a luz das estrelas. O caminho do meu coração é um devir.

S.Vaz


terça-feira, 7 de junho de 2016

Baú das coisas escritas III

Despedidas são sempre doloridas, a sua veio em uma noite fria de setembro, ao menos eu estava sentindo o corpo gélido. Foi algo que eu esperava, mas a razao não quis entrar na disputa e deixou o coracao jogar sozinho desde o dia que te conheci. Foi mais fácil assim, uma fruta verde querendo ser madura é acelerar o tempo, cada um funciona a sua maneira. O engracado é que amo suco de manga verde.
S.Vaz

Baú das coisas escritas II

"E ela se calou também pq estava chorando... E tombou devagarinho como uma arvore tomba"
Quando não há mais palavras o corpo fica assim, a boca nao quer dizer nada, os olhos falam por si, da uma fraqueza febril na alma. O problema são dos defeitos que meu coraçao tem.
S.Vaz

Baú das coisas escritas I

-Oh seu moço, tá doendo. Eu já conheço essa dor, ela aperta, um nozinho que se traduz no fim de algo bom.

S.Vaz